Aprendi com ela…

Me arrastei, caminhei, corri e sempre ouvi vozes me dizendo: “Não olhe pro lado, não perca a direção!”. Nem sempre tive um plano ( e muitas vezes não queria ter!), contudo eu seguia. Às vezes indo não sei pra onde e outras vezes sem saber porque… E foi assim, correndo a mil por hora, num contraste, longe de holofotes, sem exagero, que no silêncio, encontrei ela!
Eu que sempre esperei por sinais, me vi cativado pela falta deles. Precisei tatear no escuro como quem não enxerga. Percebi que eu tinha que olhar em várias direções. Só assim, compreendi que certas coisas são encantadoramente sutis. E do muito que não sei, percebi que ela podia me ensinar. Me ensinar a pisar no freio, a não ser extremo, a entender o significado de carinho, de cuidado. Ainda não aprendi a cadenciar a vida. Ainda não sei ter muita paciência. É, eu sei que não aprendo fácil, mas ela me ajuda a ficar em paz comigo mesmo.

Aprendi que ter mil pessoas para uma noite não me faria ver como é bom ter mil e uma noites com alguém especial. Descobri o que é compartilhar e a importância de amar. Que sem amar não faz sentido. Mas sem me iludir pensando que seja só amor. Com ela aprendi o que é realmente sentir raiva. E ter certeza, que não era que eu queria carregar aquilo comigo. E dessa novela toda, descobri que o amor é mais simples do que parece. Que pode ficar muito difícil, que talvez você tenha que desdobrar-se, e pode ser que algumas peças não se encaixem mas temos que descobrir por nós mesmos. Pois o amor é gentil, bate antes de entrar.

Com tudo que aprendi, percebi que estou apenas começando. Mas que é muito bom com ela. Sonho sim, com aquela dança lenta (talvez desengonçada) ao som do Pink Floyd e com as tardes preguiçosas de domingo. Também não temo tempestades. Porém não tenho bola de cristal, nada sei do futuro. Sei que ela me faz melhor. E se ela sentir o mesmo, só se sentir o mesmo, espero que aceite meu convite – “Vem dançar comigo!?”.

Engenheiro eletricista, professor de inglês, DJ, empreendedor, faixa roxa e instrutor de Jiu Jitsu, geek e, acima de tudo, caçador de sonhos!

Deixe uma resposta