Eu tenho medo, do medo que as pessoas têm!

O título são palavras de Humberto Gessinger, na canção Deserto Freezer, o meu maior ídolo musical, compositor de letras um tanto quanto enigmáticas mas que de alguma forma fazem muito sentido pra mim. Talvez por isso a admiração… Mas então, medo do medo, temer o temor e, sem mais delongas e nem jogo com as palavras, algo que realmente tem me incomodado.

É óbvio que esse ser que vós fala tem seus medos, contudo o que tenho visto recentemente são os medos engolindo as pessoas! E eu explico: chegamos em um patamar em que pessoas desistem antes mesmo de tentar! Não foi só uma ou duas vezes que ouvi discursos como: “E se der errado? Melhor deixar quieto…” ou “Ah! Eu não, vai que dá errado!” e o mais recorrente de todos e que me tira do sério, “Eu não consigo!“. Claro que não consegue, pra conseguir tem que tentar, meu filho, e nem isso você fez!

Aquele que diz que pode e aquele que diz que não pode tem ambos razão. – Confúcio

Não é filosofia barata, é realidade. Você pôs na cabeça que não é possível, pronto não é! Tenho me atrevido recentemente a chamar a minha geração de “Geração Mimimi” (e deixo para falar mais sobre isso outro dia), somos uma geração de quitters. E, pelo menos pra mim, é ai que está o problema. A derrota não está na tentativa e sim na desistência. Perdemos de verdade quando desistimos de algo porque não tentar é matar qualquer chance de dar certo. Seja lá o que for que você tem de fazer,  se sente aquele receio, aquele frio na barriga, vai ser sempre mais fácil voltar pra zona de conforto, né?

Retomando a canção tem mais alguns versos que me chamam bastante atenção: “O sol nasce pra todos todo dia de manhã, o mal nasce do medo da escuridão. “. Aí, vale lembrar um pouquinho daquele egoísmo que bate de vez em quando, aquele que nos faz pensar que só nós temos problemas e no quão grande eles são e por aí vai. E sobre esse verso eu faço uma ressalva, o sol não é pra todos. O sol é pra aqueles que se dispõe a pelo menos abrir as suas janelas para receber sua luz. Ele não vai correr atrás de você se você se esconder dentro de casa.False-evidence-appearing-real

Outro cara que admiro muito, o autor e palestrante americano Les Brown, tem um famoso discurso muito interessante sobre medo. Ele descreve o medo (em inglês fear) como “False Evidence Appearing Real”, ou seja, é algo que apenas parece real, não necessariamente é real. Por isso a única coisa que devemos temer é o próprio medo! E aproveitando o assunto, fiquei muito feliz alguns dias atrás quando um grande amigo que sempre falava de encontrar uma forma de expressar as ideias, venceu o medo e escreveu um texto super bacana sobre “Como perder o medo de escrever?”Então, peço licença pra adaptar um trecho do texto dele e “Que o seu medo de errar não seja maior que nenhum dos seus sonhos!

Mas, e você, que medo vai vencer hoje?

Engenheiro eletricista, professor de inglês, DJ, empreendedor, faixa roxa e instrutor de Jiu Jitsu, geek e, acima de tudo, caçador de sonhos!

2 Replies to “Eu tenho medo, do medo que as pessoas têm!”

  1. Pedro Folgado says: Responder

    Falai Eddie, bao demais?? Excelente texto, cara! Tenho acompanho há algumas semanas, e me lembrei do podcast do Murilo Gum que escutei recentemente, vc deve ter escutado provavelmente, quando ele faz um flash back da entrevista com o Sidnei Oliveira. Ao qual ele fala justamente da geração MIMIMI, que eu me incluo nela infelizmente. No mais, parabéns pela iniciativa! Abraços

    1. Ouvi o Podcast sim cara, muito bacana e já tem muito tempo que isso incomoda. Mas a gente resolve, toma iniciativa, vai faz e mostra que é possível!
      E no mais obrigado e continue acompanhando ai, recomende e tudo mais, que tem sempre coisa boa saindo!

Deixe uma resposta