Por que diabos alguém se mete a empreendedor?

Talvez um mundo novo para várias pessoas, mas o mundo das startups e empreendimentos de sucesso tem se espalhado igual a vídeo de bebê ou de cabra berrando na internet. Tenho lido alguns textos de blogueiros e colunistas que comparam os empreendedores modernos a verdadeiros rockstars. Até aí, nada de errado… eu tenho apenas um “pequeno” receio. Voltando alguns poucos anos atrás me lembro da época de colégio, em que rockstars eram copiados, ter uma banda era cool  e chegava-se ao ponto de dizer: “I’m in the band!” apenas pelo status e não pela música.

Pra mim empreender (em tudo na vida, não necessariamente abrir um negócio) é gerar mudança, impacto, agir! Eu ficaria muito decepcionado ao ver novos empreendedores  fazendo “cover dos hits de sucesso”, querendo ficar famosos, buscando o estrelato e somente o desejado status. Com isso, finalmente, chegamos ao tema desse post: afinal de contas, o que leva essa gente maluca a buscar esse estilo de vida (já que não pelos 15 minutos de fama)? Bem, acredito que se você alimenta um espírito empreendedor, não dá pra querer trabalhar apenas 40 horas semanais, não é um simples full-time job, não é apenas se dedicar 8 horas  por dia e depois acionar o botãozinho de off e ir pra casa descansar.

Se você, por exemplo, começa um negócio esperando grana fácil e pouco trabalho por ser seu próprio chefe, acho que você escolheu o caminho errado. Você deve estar se perguntando: “Quem é ele para falar assim?”. Bem, sou alguém que acredita no que faz, que antes de dizer que é impossível quebra a cara não menos que algumas vezes, alguém que acredita em mudança, menos conversa, muita ação! Eu escuto diariamente perguntas do tipo: “Por que você trabalha tanto?”, “Pra que você faz tanta coisa?”, “Você não dorme?” e ironicamente também escuto das mesmas pessoas reclamações e mais reclamações de como o país está uma m&*$@ e que é tudo culpa do governo (calma, não discutiremos sobre isso agora!).

empreendedor

Podem me chamar de louco, não é nenhuma ofensa. Na realidade é um ótimo sinal de disruptividade (um jeito bonito de descrever coisas fora do normal, que alteram, mudam um processo). Se não ouvir que estou fazendo algo ou sendo louco é porque parei no mais do mesmo. Nunca se sabe o que vai acontecer amanhã e o único jeito de saber é enfrentando, dando mais um passo e aprendendo o caminho, não tem fórmula mágica. A maioria dos empreendedores é de alguma forma louco, e deve ser! A gente vai na contramão de tudo quanto é padrão e se torna incompreensível para o mundo “normal”! Eu sonho (acordado na maioria das vezes) com o dia que o mundo vai ser mais “louco” para ser melhor e mais humano (não, isso aqui não é um texto motivacional, apenas me empolguei um pouco!). Longe de mim dizer que o faço é o absolutamente certo e que eu tenho a razão. Mas pensar desse jeito é o que funciona pra mim. Encontre o que funciona para você e FAÇA! Não tema mudanças! Se você não pensa e não tem perspectivas, acaba matando seus verdadeiros sonhos.

If you can dream it, you can make it! – Walt Disney

Uma sugestão: que olhemos um pouco mais pro nosso hoje e pro que os que estão ao nosso redor estão construindo e de, alguma forma, ajudemos. Uma comunidade global, de gente “louca” e cheia de brilho no olho é capaz de fazer do mundo um lugarzinho melhor. Você acha mesmo que todas as respostas vão estar com apenas uma pessoa no mundo? Óbvio que não! Mas pode apostar que, enquanto busco as minhas, eu aproveitarei e darei o meu melhor a cada segundo!

 

Engenheiro eletricista, professor de inglês, DJ, empreendedor, faixa roxa e instrutor de Jiu Jitsu, geek e, acima de tudo, caçador de sonhos!

2 Replies to “Por que diabos alguém se mete a empreendedor?”

  1. Sempre loucos!

    1. Mas loucos felizes! 😉

Deixe uma resposta