Não tem mais cura, sou engenheiro!

Talvez não estejamos passando por uns dos melhores momentos econômicos, e consequentemente um momento difícil para novas oportunidades de carreira. Masparticularmente acredito que sempre haverá uma demanda por bons engenheirosnor mais diversos campos de atuação. O ritmo de desenvolvimento está cada vez mais acelerados, produtos e serviços se tornam ultrapassados na velocidade da luz. Simultaneamente à velocidade, a complexidade da melhoria dessas utilidades também aumenta. No entanto, há um grupo de pessoas que têm a responsabilidade de enfrentar esses problemas complexos e nos mover para um futuro melhor. Somos nós, engenheiros! Realmente acredito que temos a capacidade de criar este futuro!

A decisão foi no final do ano de 2009. Paralelamente estava prestando vestibular para a medicina. Mas algo em mim já sabia que a engenharia era a minha praia. Decidir entrar no mundo da engenharia e foi uma das minhas mais felizes escolhas. Algo que certamente me guiou num caminho nada fácil (mas quem disse que seria?). Mas definitivamente muito recompensador até os dias de hoje. Escolha que você tem o poder de fazer. Aí vão algumas razões pelas quais eu sou feliz nessa relação de amor e ódio com a Engenharia:

A fronteira final e 0 desafio da criatividade
Engenheiros precisam exibir incrível criatividade quando confrontados com os desafios da vida moderna. Como mencionado anteriormente, quanto mais complexidade envolve um problema, mais criatividade é necessária na busca da melhor solução. O incrível design e engenhosidade de um Tesla e a sensação imersiva de um sistema de Virtual Reality proporciona tem potencial de mudar vidas e apresenta uma nova gama de imensos desafios, ligados a questões globais de sustentabilidades, conectividade e bem estar social.
Obviamente, não se pode diminuir o papel de cientistas, designers e pessoas de negócios em tais projetos enormes, mas a etapa de tornar realidade é o que me fascina.

Aprender habilidades que você pode aplicar em qualquer lugar
As habilidades que você desenvolve como um engenheiro são incrivelmente valiosas e altamente procuradas. As pessoas vão te procurar para ajudar a resolver problemas para eles (e vão mesmo…). A capacidade de fornecer soluções práticas para os problemas é crucial e lhe dará grande confiança quando confrontado com qualquer desafio ou obstáculo.
Você vai desenvolver uma compreensão da viabilidade de um projeto de uma perspectiva prática. Você também aprende como administrar seu tempo de forma eficaz, trabalhar como parte de uma equipe e se tornar um verdadeiro líder. Estas habilidades podem ser aplicadas a qualquer área de sua vida. Mas lembre-se são todas habilidades que devem sempre ser trabalhadas, você nunca chegará nem perto de “saber demais”. Seja sempre confiante mas use as suas habilidades para absorver mais e mais.

Grandes recompensas e oportunidades
Seu conjunto de habilidades únicas e universais lhe permitirá trabalhar em quase todos os países do mundo (e além!). Não muitas carreiras oferecem este tipo de oportunidade para ganhar experiência e explorar novas culturas e estilos de vida. Engenheiros que trabalham em empresas multinacionais muitas vezes viajam no exterior para conferências e para visitar ou inspecionar as instalações da empresa. Isso adiciona variedade às suas rotinas diárias.

Resumindo a coisa toda, não há fórmula perfeita ou critérios para determinar se você vai se tornar um engenheiro. Afirmo e reafirmo que sou muito feliz com minhas escolhas, mas os desafios diários e oportunidades me surpreendem e motivam a cada dia. E realmente acredito quando digo que sou capaz de mudar o mundo e fazer muitas vidas mais felizes através da engenharia. E pra todos aqueles que lá atrás me peguntaram o que eu queria ser quando crescesse, hoje eu tenho a resposta: “Super herói, mas um super herói engenheiro!”

Engenheiro eletricista, professor de inglês, DJ, empreendedor, faixa roxa e instrutor de Jiu Jitsu, geek e, acima de tudo, caçador de sonhos!

Deixe uma resposta